Arquivos do Blog

SKY sai na Frente e Divulga Novidades e Estreias para Novembro:

A Maior Operadora de TV Via Satélite do Brasil a SKY, divulgou a seus assinantes através do Twitter e Chat Oficial da Operadora que prevê Muitas Estreias para o Mês de Novembro, confira abaixo as mudanças e novidades para os Assinantes SKY disponíveis a partir de Novembro!

*Vale Lembrar que a SKY informou que ainda haverá uma reorganização de canais. Confira o cronograma:

A partir de 03/11: Mix TV passará a ser RBI. Super Mix passará a ser Mix TV

A partir de 04/11: Discovery Turbo HD, Fox Sports 2, Fox Sports 2 HD, ESPN HD, Viva HD, FX HD, National Geographic HD, Telecine Cult HD, Sundance HD, HBO Plus HD, Max Prime HD, Food Network HD e Disney Junior HD entrarão na grade de canais da SKY.

A partir de 14/11: VH1 passará a ser Paramount Channel.

A partir de 15/11: o canal Glitz* deixará a grade da SKY. O Canal Boomerang voltará para a SKY.

Saiu a confirmação, redes sociais da SKY, da numeração dos novos canais:

223- Discovery Turbo HD
226- Fox Sports 2 HD (26- Fox Sports 2 SD)
229- ESPN HD
235- Viva HD
245- Fox HD
247- FX HD
251- NatGeo HD
266- Telecine Cult HD
268- Sundance HD
273- HBO Plus HD
279- Maxprime HD
292- Food Network HD
295- Disney Jr HD

História da TV: O Grupo MIX chega a Televisão Brasileira!

0618b-television_icon-265115133_stdDevido a grande mudança prestes a ocorrer no próximo mês entre os canais do Grupo MIX o TAD (TV A CABO E DIGITAL) resolveu criar mais um “Episódio Especial” sobre a História da TV PAGA/ABERTA na TV Brasileira, Confira mais essa matéria Exclusiva do TAD!

o Surgimento da MIX TV!

Logotipo da Mix TV usado desde 2013.

A MixTV nasceu como um canal de vendas em 2005, quando Luiz Galebe levou seu “Shop Tour” para um canal próprio, depois de 11 anos comprando espaços na então CBI. Começou a exibir uma faixa jovem no mesmo ano, pouco tempo depois de ser acusada de plágio pelo criador do “Shop Tour” – Galebe moveu ação na Justiça tentando impedir a veiculação do formato de vendas no canal 16, e chegou a conseguir uma liminar obrigando a emissora a suspender seu conteúdo e exibir, por alguns dias, uma mensagem informando os canais em que o “Shop Tour” era exibido.

A faixa jovem, composta basicamente por videoclipes, começou como um “teste da programação”, de acordo com Fernando Di Gênio Barbosa em reportagem do Estadão de 27/05/2005. Na época, a intenção já era tornar uma das emissoras controladas pelo grupo – além do canal 16, a família é dona do canal 14 – exclusiva para a programação jovem. O problema é que esse começo sempre deixou a identidade da “MixTV jovem” meio indefinida.

No começo as duas faixas de programação dividiam a mesma marca, ainda que as chamadas e vinhetas fossem bastante diferentes. Depois, quando a programação ligada à Rádio Mix já era transmitida em alguns horários nos canais 14 e 16, o canal de vendas tentou se diferenciar alterando seu logotipo, que começou a aparecer na tela com um efeito de profundidade.

Algum tempo depois, foi desenvolvida uma nova marca para a programação jovem/musical, que continuava a dividir o nome com o canal de varejo.

Clique para ampliar em uma nova aba ou janelaPrimeira marca compartilhada entre as duas faixas de programação e marca criada para diferenciar a “MixTV jovem”
Continuava confuso. Apesar da nova marca, a programação jovem/musical era exibida nos dois canais, assim como alguns programetes do canal de varejo. Para piorar, o segundo canal tinha – e tem – outro nome: RBI, que nunca é usado.

MidiaClipping

Marca da RBI – Rede Brasileira de Integração, só vista no site
A primeira tentativa de diferenciar os dois formatos também através dos nomes dos canais aconteceu no ano passado, quando a “MixTV varejo” passou ser, gradualmente, chamada de MixSP. Houve um maior distanciamento na identidade dos dois formatos, mas nada comparável à criação de uma nova marca.

MidiaClipping

Evolução da marca da “MixTV varejo”, atual MegaTV
Apesar da MegaTV não trazer nenhuma novidade quando comparada à MixSP, ou mesmo do nome não dizer nada sobre o conteúdo do canal, a criação de uma nova marca acaba de vez com a “esquizofrenia” que existia na MixTV desde seus primeiros meses.

MidiaClipping

Os dois formatos, que já dividiram a mesma marca, hoje só tem em comum a tipologia do “TV”.
A criação da MegaTV completa o investimento do grupo nos canais de varejo. O grupo lançou, há dois meses, o canal Multishop, direcionado ao “varejo premium” (classes A e B), sintonizado no canal 12 da TVA CABO (Atual VIVO TV CABO).

MidiaClipping

Mix FM e MixTV (entretenimento), MegaTV e Multishop (varejo): as marcas organizam segmentos do Grupo Mix.Quem fica como “um peixe fora d’água” é a tal da RBI – Rede Brasileira de Integração, que mescla MixTV, MegaTV e TV Unip com um programa de entrevistas próprio e uma boa dose de televendas, igrejas e produções independentes. É bem provável que o canal, enfim, seja substituído pela MixTV, conforme planejava Fernando Di Gênio em 2005. E é bem provável que não faça a menor falta!

O INVESTIMENTO NA TV PAGA E O SURGIMENTO DO “SUPER MIX”

Logo supermix.png

A Proposta do Grupo MIX era Alcançar e ganhar o público na TV PAGA inicialmente exibindo programação de seus maiores canais abertos o MEGA TV e o MIX TV, porém o canal começou apenas com uma operadora a “SKY” e terminou fechando com a OiTV, Algar(CTBC), VIAMAX, Cabo Telecom,Grupo TV CABO, Life TV, ORM Cabo, são as únicas operadoras que exibem o sinal fechado do SUPER MIX.

O SuperMix é canal de televisão por assinatura brasileiro fundado em 30 de agosto de 2012. O canal entrou no ar devido a nova lei SeAC da TV paga imposta pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), que proíbe a vendas de produtos em um período maior que seis horas. Inicialmente, o canal tinha seis horas de programação da Mega TV e dezoito horas da programação da Mix TV, a época ele era uma extensão dos dois canais. Desde 7 de dezembro de 2012 o canal foi reformulado, deixando de exibir os infomerciais e transmitindo programas originais.

Diferentes Logotipos Utilizado pelo Canal Durante estes Dois Anos de Existência, terminado com o ultimo Logo da esquerda para Direita >>>

O Capítulo Final: “SUPER MIX” DEIXA TV PAGA SENDO SUBSTITUÍDO PELA MIX TV!

A partir de 3 de novembro de 2014, o canal será descontinuado e dará o lugar para o canal principal Mix TV, o sinal aberto da atual Mix TV será ocupado pelo canal RBI.

Matéria Exclusiva e Edição do TAD, com Informações do Midia Clipping, Wikipédia, e Portal Online.

Novembro: MIX TV deixa TV Aberta e Migra pra TV PAGA no Lugar do SuperMIX!

Seguindo os passos da MTV Brasil, a MIX TV deixará de ser transmitida na TV Aberta e passará ser exibida na TV paga a partir do dia 03/11, porém diferente da MTV, que mudou de dono, a MIX TV continuará com o mesmo proprietário que é o empresário João Carlos Di Genio.

O motivo seria os altos custos de operação de uma rede aberta aliado ao insucesso da proposta inicial da emissora podem ter pesado na decisão.


A MUDANÇA:

A partir do dia 3 de novembro a Mix TV irá substituir o canal SuperMix (que é um canal de musica exclusivo na TV Paga presente na SKY, OiTV, Algar, Viamax e outras) e a MIX TV será substituída pelo canal RBI

A Mix TV ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, porém algumas operadoras de TV como a Oi TV já está informando seus cliente sobre isso.


O que é o canal RBI ?
Ninguém sabe ao certo como vai ser esse novo canal, mas ele á existiu em um passado recente e se chamava CBI e logo passou chamar RBI que significa Rede Brasileira de Informação.

O canal transmitia programação própria apenas entre as 15h e 21h, tendo seus demais espaços preenchidos por concessionários diversos, desde canais de vendas à teleigrejas das mais variadas denominações. Esse deve ser o destino do canal com esse revival inesperado que já era previsível, segundo informa o site Antena Crítica.

CANAL EUROCHANNEL deve voltar ao line-up de grandes Operadoras!

Ausente da grade das principais operadoras de TV paga no Brasil, o Eurochannel se prepara para voltar ao país. O sinal do canal já começou a ser testado pela Oi TV. A Folha apurou que a entrada deve ser anunciada oficialmente em breve.
Criado no Brasil há cerca de 20 anos, o Eurochannel está hoje em 42 países. Por aqui, desde 2013, estava presente apenas na Vivo TV, na Net de Belo Horizonte e em outros operadores regionais. Com a incorporação pela Oi TV, o canal voltará a ter alcance nacional.
Apesar de estar na lista de exceções da Ancine e não precisar cumprir cotas, muitas operadoras trocaram seu sinal pelo de canais brasileiros, com a desculpa de que precisavam do espaço para quem atendesse às especificidades da lei. O Canal por ser Independente e completamente dedicado ao conteúdo europeu, tem sua  programação ancorada em filmes e séries de países do Velho Continente.
A CHANCE DA GRANDE VOLTA?!!!
Segundo o presidente do Eurochannel, Gustavo Vainstein, existe a possibilidade de que, no futuro, o canal tenha conteúdo produzido no Brasil com temática europeia. No momento, também há negociações com operadoras como Net e Sky para que o canal volte a suas grades, mas sem previsão de data.

Negócios: CADE aprova a Compra da DirecTV/SKY pela AT&T sem restrições!

Operadora norte-americana de telefonia precisou abrir mão de 8% do capital da América Móvil,

que controla as TVs pagas da NET, Claro e Embratel no Brasil.

 

A compra da DirecTV pela AT&T foi aprovada sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), conforme extrato de decisão publicado nesta segunda-feira (21). Com a operação, a prestadora móvel norte-americana passa a deter o controle da operadora também dos Estados Unidos, que no Brasil atua por meio do Grupo Sky.

O negócio, de US$ 48,5 bilhões, foi anunciado em maio e depende da autorização dos órgãos reguladores dos diversos países onde a operadora de TV paga atua para a sua conclusão. Com a compra da DirecTV, a AT&T entrará no mercado em expansão de TV paga na América Latina. A DirecTV tem 18,1 milhões de assinantes na região.

Para a concretização, a AT&T precisou se desfazer de sua participação de 8% na América Móvil (Grupo NET E EMBRATEL/CLAROTV), a empresa mexicana controla a Claro, a Embratel e a NET no Brasil, operação concluída no dia 30 de junho deste ano. A operadora, entretanto, continuará atuando no país em serviços gerenciados de rede IP, conectividade de dados e serviços de rede de segurança para grandes empresas multinacionais. A atuação inclui consultoria, serviços gerenciados de TI, serviço de transporte de dados, VOIP, áudio conferência, entre outros.

Para o Cade, a operação não resultará em sobreposição ou relação vertical no Brasil. “A operação não alterará o cenário do mercado e não desperta qualquer preocupação concorrencial”, sustenta o órgão em sua análise.

Fonte: telesintese/ Edição: TAD

TWIITER TAD Para maiores informações e atualizações @tvacaboedigital

 

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 81 outros seguidores