Canal pago custa até R$ 7,98 para assinante de pacote básico

MG 4097 e1330277242162 Canal pago custa até R$ 7,98 para assinante de pacote básico

Moradora da periferia de SP, Julieta Damasceno, 86 anos, assina a Via Embratel há menos de seis meses. Seu pacote custa R$ 69,90 após o sexto mês, e tem 31 canais pagos, o que dá um custo de R$ 2,25 por canal (Foto: Daia Oliveira/R7)

Responsável pela explosão no crescimento da TV paga nos últimos anos, a classe C está desembolsando mais dinheiro pelos canais pagos do que as classes A e B, que, em tese, compram pacotes mais caros e completos _e de melhor qualidade.

É o que revela um levantamento feito pelo R7 sobre os pacotes das três maiores operadoras do país. Juntas, Net, Sky e Via Embratel detêm cerca de 85% dos assinantes.

O pacote mais barato da Net, o Net Fácil, custa R$ 39,90 mensais para quem paga a fatura por débito automático.

A operadora anuncia que o pacote tem 78 canais. Mas, se descontarmos os canais abertos (como Globo e SBT, que são obrigatórios), os canais públicos (como TV Senado e TV Câmara, também obrigatórios), os canais educativos, os canais de “cortesia” (Rede Vida, por exemplo) e os canais de áudio, o Net Fácil tem apenas cinco canais que o assinante só receberia se pagasse para ver: Universal Channel, Discovery Kids, National Geographic, Globo News e Multishow.

Ou seja, o assinante do pacote mais barato da Net desembolsa R$ 7,98 por cada um dos cinco canais efetivamente pagos que recebe. O valor equivale a cinco vezes o que a Fox Sports está cobrando para ser distribuído pelas operadoras (R$ 1,50 por assinante).

Já o cliente da Net que assina o pacote Top HD Max tem uma despesa mensal de R$ 159,90 e recebe 70 canais efetivamente pagos e 6 canais abertos em alta definição. Desembolsa R$ 2,28 por canal, quase um terço do que paga o assinante do pacote mais básico.

Via Embratel e Sky

Na Via Embratel e Sky, as diferenças são grandes, mas não tão exorbitantes.

O pacote mais básico da Via Embratel custa R$ 49,90 por mês no débito automático (após o período promocional de seis meses). Traz 15 canais efetivamente pagos, que custam, individualmente, R$ 3,33 ao assinante.

Já o pacote Família Cinema HD, com 101 canais pagos de fato, sai por R$ 159,90, ou R$ 1,58 por canal.

O assinante da Sky paga R$ 3,60 por cada um dos 14 canais efetivamente pagos que recebe no pacote Fit, o mais barato (R$ 49,90 no débito automático). Enquanto isso, o assinante do pacote mais caro, o Top 2012, desembolsa R$ 3,46 por cada um dos 91 canais pagos que recebe, entre eles 28 em alta definição.

Outro lado

As operadoras justificam o gasto maior por canal pago pelo assinante de pacotes mais básicos, principalmente, devido aos custos operacionais de distribuição.

Em outras palavras: Globo, Record e todos as emissoras abertas e públicas não cobram nada das operadoras para serem distribuídas. Mas as operadoras têm custos para fazer essas emissoras chegarem até a casa do assinante.

Há também outros fatores. “Alguns canais presentes nos pacotes mais simples (como os pacotes Fácil e Essencial), e que continuam na grade até o pacote Família Cinema HD, são os mais caros”, diz Antonio João, diretor-executivo da Via Embratel.

Para o executivo, a “simples divisão do valor da assinatura pela quantidade de canais não leva à conclusão correta”.

R7 procurou também a Net e a Sky para registrar seus argumentos. Até a conclusão deste texto (domingo, 26), não haviam respondido.

com informações: R7.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s