Quem sabe faz ao vivo

aovivo333

Desde o início da disputa entre Celso Portiolli e Geraldo Luís pela audiência aos domingos muita coisa mudou na forma de ganhar o caro “tele espéc” que está em casa descansado depois de uma longa semana de trabalho e procura entretenimento inteligente para recuperar suas forças e iniciar sua rotina no dia seguinte. Pois bem, a receita não é das mais recentes, embora sua fórmula apenas possa dar um norte, o ao vivo sempre foi um trunfo nas mãos de quem soube aproveita-lo. O “Domingo Legal”, por exemplo, é exibido dessa forma desde o primeiro domingo de agosto de 1994, quando era apresentado por Gugu Liberato.  O dominical do SBT ficou sem um concorrente à altura para o posto de vice-líder por um bom tempo. A marca era alcançada pela emissora da Anhanguera com folga na grande maioria das vezes, em 2009 o programa passou a ser apresentado por Celso Portiolli. Com a chegada do “Domingo Show” de Geraldo Luís, em março de 2014 o jogo virou. O dominical da Rede Record, também exibido ao vivo, já estreou na liderança. Na média geral, das 10h59 às 15h15, o programa registrou uma média de 11 pontos, com picos de 17. Na faixa, a Globo ficou na vice com 10 pontos, e o SBT, em terceiro, marcou apenas 5 pontos. Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo. No confronto com Diverctis, das 14h48 às 15h15, o Domingo Show foi líder com 15 pontos, contra 10 do humorístico da Globo . O programa já acumula 1844 minutos na liderança e se mantém vice-líder isolado desde sua estreia. Com exceção do último domingo (12) em que o posto de vice ficou com a emissora de Silvio Santos que registrou 7.2 pontos de média contra 6.4 da emissora da Barra Funda. A variante dos dois programas é claro, o conteúdo. Semana passada a pauta do programa de Portiolli estava mais interessante com a visita à fabrica da Ferrari na Itália e rendeu mais pontos, óbvio. O que se nota é o nível de apelação, como, por exemplo, o “plágio” do sistema adotado desde o início por Geraldo Luís em seu programa. O estilo sensacionalista, que é uma característica do apresentador, e que tem agradado o público, agora também pode ser visto no SBT através de uma repórter que é a cara da Record, que adotou o modelo bem sucedido de Geraldo e praticamente foi uma atriz ao invés de jornalista na matéria do domingo (12) sobre revelações do passado de Jorge Lafon, a Vera Verão de “A Praça é Nossa”. É o vale tudo pelos pontos! Toda essa concorrência fez com que as emissoras se mexessem e revessem seus conceitos de conteúdo. Nessa competição quem sai ganhando mais uma vez é o telespectador, por ter mais qualidade no que é oferecido e mais opções. Outra que quase engatou no embalo do ao vivo foi Regina Casé na Rede Globo, quando viu seu “Esquenta” ser ameaçado por Geraldo Luís, que por diversas vezes passou o trator no dominical da emissora carioca. No entanto, por algum motivo a ideia foi deixada de lado, quando apenas no dia 22 de fevereiro, data em que Regina voltou de suas férias, o programa foi ao ar ao vivo em 2015. Nos demais domingos o “Esquenta” continuou e continua sendo transmitido gravado. A alternativa surgiu na temporada anterior, em 2014, no período da Copa do Mundo, quando o programa ficava entre dois jogos e servia como ante-sala.

Domingo ela não vai

tres2

O confronto de apresentadores no primeiro dia da semana não para por aí. Após o primeiro round, sobem no ringue Rodrigo Faro, Eliana e Faustão. Dos três, o “Domingão do Faustão” é de longe o mais antigo e em muitos casos até maçante. No ar há 26 anos na Rede Globo, o dominical de Fausto Silva já passou por diversas modificações para rejuvenescer e ter pique para acompanhar os colegas das emissoras concorrentes. Pela Rede Record o “Hora do Faro” tem agradado a direção do programa, que tem rendido ótimos índices de audiência, se mantendo na vice-liderança com folga e chegando ao posto de líder por diversas vezes. No último domingo (12) o “Hora do Faro”, que é gravado, teve 9,7 pontos de média e chegou a picos de 13,1 pontos na Grande São Paulo. No confronto direto a Rede Globo liderou com 13,7 pontos de média, e o SBT ficou em terceiro lugar com 8,5 pontos de média. O que chama a atenção aqui é o fato de o SBT estar transmitindo o programa “Eliana” ao vivo desde o dia 29 de março e mesmo assim a loira não superar os números da TV da Barra Funda. Na terceira semana consecutiva Eliana não conseguiu ocupar a segunda colocação. Já Rodrigo Faro segue mantendo a vice-liderança isolada conquistada na Grande São Paulo desde o lançamento do “Hora do Faro” em abril do ano passado. O formato cravou 9,7 pontos entre 15h35 e 19h37 contra 8,2 da emissora concorrente. Faro ainda conseguiu pico de 13 pontos, share de 19% e liderou durante 1 hora e 8 minutos. Como disse no início, o ao vivo sempre foi um trunfo nas mãos de quem soube aproveita-lo, é possível ter o controle da situação, diferentemente de quando o material já foi gravado e não há o que se fazer. Não basta ser um bom apresentador, é preciso ter conteúdo! Já existem estudos avançados dentro da Record para se colocar o “Hora do Faro” ao vivo nas tardes de domingo da emissora. A ideia é colocá-lo ao vivo a partir de maio, esquentando a guerra de audiência contra Eliana do SBT, além do futebol e Fausto Silva, na Globo. Torço para que essa ideia se concretize. Fico por aqui, até a próxima quinta pessoal! 

Raphael Narcizo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s