NETFLIX já ultrapassa nºde Assinantes de TV nos EUA!

Resultado de imagem para netflix tv paga

O serviço de streaming de vídeo Netflix superou a TV a cabo em número de assinantes nos Estados Unidos no primeiro trimestre de 2017, de acordo com novo estudo divulgado pela consultoria Leitchman Research.

Enquanto o Netflix chegou a 50,85 milhões de usuários no país, o número de assinantes de serviços de TV a cabo caiu para 48,61 milhões.

A inversão do mercado é uma tendência que já vem acontecendo algum tempo.

Enquanto os grandes grupos de canais de TV a cabo vêm perdendo assinantes, o Netflix segue uma trajetória de crescimento.

Apesar de não ser uma surpresa, os números representam um grande passo para os serviços de streaming.

“É interessante notar que o Netflix alcançou esse resultado crescendo sua própria base de usuários, em vez de ‘roubando’ os usuários que cortaram a corda (termo usado para indicar aqueles que cancelaram sua assinatura de TV a cabo)”, afirmou o site Statista, que divulgou o estudo, em seu site oficial.

“As grandes grupos de TV a cabo perderam 4 milhões de assinantes desde 2012, enquanto o Netflix adicionou 27 milhões de assinantes a sua base.”

O estudo considera somente o Netflix. No entanto, há outros serviços de streaming muito populares nos EUA, como o Amazon Prime Video e o Hulu.

O serviço da Amazon tem, segundo estimativa da eMarketer, 76 milhões de usuários em todo o mundo — a empresa não revela dados sobre sua base global e nos EUA.

O Hulu, por outro lado, tem pelo menos 12 milhões de assinantes nos EUA.TV pagaDe acordo com o estudo da Leichtman, o Netflix ainda tem menos assinantes que a TV por assinatura como um todo nos EUA – segmento que inclui os canais de TV a cabo e TV por satélite.

O conjunto dos maiores canais de TV por assinatura monitorados pela consultoria possuem 93,3 milhões de assinantes nos Estados Unidos.

Fonte: Exame.

Anúncios

Índices: TV Paga teve “Forte Queda” de Assinantes em Abril!

Resultado de imagem para tv paga desligado

O mercado de TV por assinatura teve uma queda acentuada na base de assinantes em abril, segundo dados da Anatel divulgados nesta quarta, 14. O mercado perdeu em um mês 147 ,6 mil assinantes (0,8%). Todas as operadoras tiveram queda, à exceção da Oi. A maior queda foi do grupo América Móvil, que fechou com 9,620 milhões de clientes, ou seja, 120 mil clientes a menos no mês (queda de 47,7 mil nas operações de cabo e 72 mil no DTH). A segunda maior operadora, a Sky, caiu 48,6 mil clientes, fechando abril com uma base de 5,54 milhões de clientes. A Vivo TV caiu 1,5 mil clientes, para 1,66 milhão de clientes. Apenas a Oi TV cresceu, nada menos do que 22 mil assinantes, chegando a 1,37 milhão de assinantes. As pequenas operadoras registraram queda 23 mil clientes e totalizam 472 mil clientes.

Desligamento analógico pesou?

Resultado de imagem para tv paga desligado

O número de abril era especialmente aguardado para ajudar a entender se o conflito entre as emissoras de TV aberta representadas na Simba e as operadoras de TV por assinatura poderia estar provocando uma debandada em massa da TV paga. Ficou claro que houve uma queda. Esta queda acentuada, portanto, poderia ser atribuída ao cancelamento de assinantes nas regiões metropolitanas de São Paulo e Brasília por conta do desligamento de TV analógica ocorrido no final de março, com subsequente corte dos sinais das emissoras SBT, Record e Rede TV?

Os dados não permitem afirmar categoricamente nem que sim nem que não. Tanto São Paulo quanto Brasília ficaram próximas da média percentual de queda do mercado no mês em outras cidades. Em São Paulo, por exemplo, o número total de desconexões foi de 22 mil no mês de abril (0,8%). Em Brasília, 8 mil (1,4%). Mesmo nas cidades das regiões metropolitanas destas cidades a queda esteve na média do mercado. Em abril, Guarulhos, a segunda maior cidade da grande São Paulo, perdeu 4 mil assinantes (2%, sendo a maior queda percentual), São Bernardo do Campo perdeu 1,7 mil (0,9%) e Osasco 1 mil (0,9%). Todas elas com um percentual de queda da ordem de 0,8% a 1% no mês. A cidade de São Paulo havia apresentado, no mês de março, um ligeiro aumento de base de assinantes, com 9 mil clientes a mais em relação ao mês anterior, mas entre fevereiro e março havia perdido 24 mil assinantes, mais do que em abril portanto. Não há, portanto, uma tendência que tenha sido alterada.

Grandes cidades como Rio de Janeiro e Belo Horizonte perderam assinantes em um percentual ainda maior em abril, acima de 1%. O Rio, por exemplo perdeu 15 mil assinantes (1,1%) e BH ficou com 6 mil assinantes a menos em abril (1,2%). Nem Rio de Janeiro nem Belo Horizonte passaram ainda pelo processo de desligamento da TV analógica.

Autoria: SAMUEL POSSEBON (samuca@teletime.com.br)

Fonte: Tela Viva News/Teletime.

 

Deu Ruim pra FOX! Canais são substituídos na SKY e prevê o fim na DirecTV em toda América Latina!

Resultado de imagem para fox e sky

E a briga ainda não acabou! a SKY em defesa pelos melhores acordos não aceitou os termos de renovação imposto pela programadora FOX Networks Group Latin America, e essa discussão ainda vai muito além pois a DirecTV proprietária da SKY na América Latina pretende deixar de operar os canais FOX também em seu Line-Up.

AS DIFICULDADES NAS NEGOCIAÇÕES:

fox-x-sky

O problema nas negociações com a SKY Brasil são por causa dos canais premium FOX 1 e FOX ACTION, o que ela não aceita até agora, alegando que não há espaço no satélite e que são canais irrelevantes até o momento – gerando a queda de braço. Além do valor pedido, que segunda a operadora está 50% acima do valor de mercado perante a crise que o pais enfrenta, e do que ela está disposta a pagar.

No ano passado, a Oi TV ficou sem emissoras durante 1 semana por não acertar uma renovação de contrato. O impacto agora será maior. Como é a segunda maior operadora do país, a Fox certamente perderá números na audiência. E a operadora irá poder um numero significativo de assinantes até que o acordo seja feito, e com isso, as demais operadoras serão beneficiadas com isso.

As plataforma do FOX Play também foi cortado ao acesso aos assinantes da operadora. Mas, a operadora informa ainda continua em negociações para reverter esta situação. E, afirma defender os interesses de seus assinantes em virtude do pedido da programadora.

O PROBLEMA CHEGA TAMBÉM A DIRECTV NA AMÉRICA LATINA!

Resultado de imagem para directv latin america

O problema nas negociões está afetando toda America Latina, e a operadora DirecTV está passando pelo mesmo impasse para renovar seus contrato com a programadora. E também corre o risco de ficar sem os canais FOX a qualquer momento. A DirecTV pertence ao grupo americano AT&T e tem várias subsidiárias. No Brasil, é Sky.

O impasse nas negociações entre a Fox e a Sky no Brasil não é um fenômeno isolado. A discussão, na verdade, ocorre entre os dois grupos no âmbito da América Latina.
A data-limite para a chegar a um acordo, 3 de fevereiro, é a mesma que envolve as negociações do grupo Fox América Latina com a Directv nos principais países do continente, incluindo México, Argentina, Colômbia, Peru, Equador e Venezuela.
A discussão se dá em relação à remuneração que a Fox recebe da Sky. No Brasil, a empresa também estaria tendo dificuldades para incluir o seu pacote Premium, com dois novos canais, nos pacotes da operadora.
Ao mesmo tempo em que a Fox divulgou nota dizendo que estava “fazendo todos os esforços para chegar a um acordo”, a Directv também comunicou a seu clientes na América Latina: “Estamos trabalhando para garantir que esses canais permaneçam disponíveis para os nossos clientes. Agradecemos a paciência à medida em que trabalhamos para resolver este problema de forma rápida e razoável”.
Resultado de imagem para FOX Networks Group Latin AmericaFOX Networks Group Latin America
A FOX Networks Group Latin America desenvolve e distribui conteúdos lineares e online através das marcas FOX, FX, FOX Life, Film Zone, Cinecanal, FOX Sports, FOX Sports 2, FOX Sports 3, FOX News, Nat Geo, Nat Geo Wild e Baby TV em toda a América Latina (exceto Brasil).
A falta de acordo entre as empresas afeta ainda o pacote FOX Premium composto pelos canais FOX 1, FOX Action, FOX Comedy, FOX Family, FOX Cinéma, FOX Classics e FOX Movies. Estes canais equivalem nos demais países latino-americanos aos canais da Rede Telecine no Brasil.
Resultado de imagem para fox e sky
No Brasil, o grupo Fox mantém uma dezena de canais no pais. E com isso, os canais são afetados: FOX, FOX Life, FX, FOX Sports, FOX Sports 2, Nat Geo e Nat Geo Wild. Além, do pacote premium FOX 1 e FOX ACTION, que são um dos motivos desse impasse que afeta toda TV paga.

COM A DECISÃO TOMADA A SKY PARTE PARA SUBSTITUIÇÃO DOS CANAIS CONFORME A LEI OBRIGA!

Depois de meses de negociações, Os canais FOX finalmente deixam a segunda maior operadora da TV paga do pais a SKY. A programadora chegou adiar a saída dos canais por 2x, mas neste domingo dia (5), os canais foram substituídos pelos canais da ESPN e Discovery.

Veja como fica na grade da operadora:
Versão SD/HD:
  • 51/51.1 – NATGEO ⇆ Discovery Civilization
  • 45/45.1 – FOX ⇆ Discovery Science
  • 27/27/1 – FOX SPORTS ⇆ ESPN Extra
  • 26/26.1 – FOX SPORTS 2 ⇆ ESPN+
  • 47/47.1 – FX ⇆ Discovery Turbo
  • 93/93.1 – FOX LIFE ⇆ Discovery Theater
Versão HD:
  • 251 – NATGEO HD ⇆ Discovery Civilization
  • 245 – FOX HD ⇆ Discovery Science
  • 227 – FOX SPORTS ⇆ ESPN Extra
  • 226 – FOX SOPRTS 2 ⇆ TLC HD
  • 247 – FX HD  ⇆ Discovery Investigação HD
  • 289 – NATGEO WILD HD ⇆ Animal Planet HD
Pela legislação, a operadora é obrigada a substituir os canais pelos do mesmo gênero ou rescindir (Sem pagar multa), o contrato do assinante durante 30 dias após a troca na programação.
Fonte Oficial: O Universo da TV/ e Zero Hora.

SINAL ABERTO! Dos Canais ESPN Confira!

Resultado de imagem para canais espn

Entre os dias 20 e 28 de janeiro, ESPN Brasil, ESPN e ESPN+ estarão com o sinal aberto para mais de 15 operadoras em todo o país.

A grade completa estará disponível para os assinantes da Net/Claro, Vivo/GVT, Oi TV, Sky, além das afiliadas Neo TV (Algar, Cabo Natal, Conecta, Conector, Desktop, Ina Telecom, Multiplay, Oops Telecom, RCA Costa do Sol, Sumicity, TCM Mossoró, TVN São Luís, TVN Sul). Além da possibilidade de assistir aos canais pela televisão, os assinantes das operadoras poderão conferir o conteúdo pelo WatchESPN, plataforma de transmissão simultânea dos canais e também de conteúdo exclusivo disponível em aplicativo para Android e iOS e também pelo site ESPN.com.br/watch.

Imagem relacionadaImagem relacionada

Entre os destaques da programação no período de sinal aberto estão as partidas da Premier League e Australian Open (campeonatos exclusivos da ESPN) Wimbledon e US Open, semifinais e final da Copa São Paulo Junior, Copa do Brasil Sub-20 e Sub-17, handebol masculino, X Games Aspen; NBA; finais de conferência da NFL em partidas que decidirão o confronto do Super Bowl; além de todos os jogos do futebol internacional, com destaque para os campeonatos Espanhol, Italiano e Alemão.

Parceria Promete! Canal Paramount Channel e NETFLIX! Confira!

snapshot_7

O Paramount Channel anunciou a aquisição de “House Of Cards” e “Orange Is The New Black”, duas das séries originais de maior destaque da Netflix. As séries americanas serão incorporadas à grade de programação do canal e exibidas pela primeira vez na TV paga em toda a América Latina, de forma exclusiva na plataforma.

Com esses acordos, o canal de filmes agora expande a sua oferta de conteúdo e passa a exibir séries de renome. “House Of Cards”, protagonizada por Kevin Spacey e Robin Wright, aborda o mundo da política norte-americana e temas como manipulação e poder. Já “Orange Is The New Black”, criada e produzida por Jenji Kohan com a Lionsgate Television, é uma comédia dramática baseada em um livro autobiográfico que relata as experiências de um grupo de mulheres na prisão – a série é protagonizada por Taylor Schilling, Lauren Prepon, Laverne Fox, Uxo Aduba, entre outros talentos.

“House Of Cards” tem estreia prevista para março e “Orange Is The New Black” está prevista para estrear em abril. As duas produções somam dez prêmios Emmy e quase 70 indicações.

Fonte: Tela Viva.

BRIGA: SKY x FOX não acaba e operadora pode Perder os Canais!

fox-x-sky

Os clientes da SKY Brasil, a segunda maior operadora de TV paga do país, podem perder atraçôes importantes como a “Libertadores da América” e séries como “Simpsons” e “The Walking Dead”.

Um comunicado emitido pela própria operadora para seus clientes (cerca de 5 milhões) fala sobre uma possível saída dos canais da programadora FOX.

Barraco de gigantes: Fox e Sky não se entendem na renegociação de contrato.

canais-fox-sky

De um lado a FOX quer que a SKY integre ao seu line-up (lista de canais) os canais Fox Premium. Esses canais são FOX 1 e FOX Action, que trazem produções exclusivas.

Já a SKY não quer incluir os canais e ter de pagar a mais por eles. O custo maior poderia ser repassado aos assinantes, que não querem pagar um centavo a mais pelo serviço.

Vale ressaltar que a TV paga no país segue perdendo assinantes.

A Fox promete endurecer e retirar todos os seus canais da Sky se os canais Premium não forem abrigados na grade da operadora no novo contrato.Se isso acontecer, milhões de assinantes brasileiros vão perder seus programas favoritos.

Segundo informações obtidas pelo NaTelinha, a negociação não avançou na última semana. O motivo ainda é o mesmo: a Sky não quer carregar os canais premium da Fox, o Fox 1 e Fox Action.

Chamado de Fox Premium, o serviço traz séries da emissora em primeira-mão. A Sky argumenta que o canal ainda não tem produtos extremamente atraentes – séries como “The Walking Dead” e “Vikings” são mostradas por lá em simultâneo com os Estados Unidos.

Outro argumento da operadora é a falta de espaço em seu satélite, algo que já é falado para novos clientes há algum tempo. A Sky promete ter um novo ainda este ano em órbita para uso neste primeiro semestre.

Caso não cheguem em um acordo nos próximos 20 dias, a Fox retirará seus canais da Sky. A programadora está na operadora desde sua fundação, nos anos 90. Caso a saída se confirme, é a segunda empresa que perderá os canais Fox por causa do Fox Premium.

No ano passado, a Oi TV ficou sem emissoras como Fox Sports e FX por não acertar uma renovação de contrato. O impacto agora será maior se acontecer. Como é a segunda maior operadora do país, a Fox certamente perderá números na audiência.

Atualmente, o valor para assinar o Fox Premium é de R$ 14,99. Segundo o NaTelinha apurou, a média de assinantes está abaixo do que a programadora esperava depois de meio ano de serviço lançado.

Qualquer nova informação Postaremos aqui no TAD!

BOMBA: BBC Retira em breve seus Canais da América Latina inclusive Brasil!

bbc-worldwilde

A BBC Worldwide, braço comercial da TV pública britânica, vai encerrar a partir de abril as operações dos canais de TV paga BBC Earth, BBC Entertainment e CBeebies na América Latina. A mudança, segundo a empresa, faz parte de uma nova estratégia de negócios para todo o continente. No Brasil apenas o BBC Earth está disponível hoje aos assinantes.

A empresa atua na região em duas frentes: a distribuição de canais, que agora será encerrada, e o licenciamento de conteúdos para várias plataformas (TV aberta, TV paga e online). Na prática, há um conflito entre elas, pois alguns dos melhores programas dos canais da programadora acabavam entrando em outros canais. Além disso, por ser uma entrante tardia no mercado de pay TV, a BBC teve dificuldade em emplacar seus canais nas principais operadoras.

Imagem relacionada

No Brasil, as produções exibidas pelo canal BBC Earth poderão ser assistidas em canais como Globo, SBT, Record e nos serviços Netflix, Looke e EnterPlay, que licenciam os conteúdos. A empresa afirma que há uma demanda crescente por conteúdos premium, como”Doctor Who” (exibida no Brasil pelo Syfy), “Sherlock” (disponível na Netflix), “The Hunt” ( Netflix e TV Globo) e, em breve, “Guerra e Paz” (Globo), entre outras. O SBT exibe ainda formatos da TV britânica como “Bake Off Brasil – Mão na Massa” e “What not to wear” (“Esquadrão da Moda”).

O conteúdo em vídeo do canal infantil CBeebies continuará disponível por meio do app CBeebies (plataformas Android e iOS).

“Nossa estratégia para o mercado latino-americano tem conquistado sucesso significativo, com importantes negociações de conteúdo de nossas séries de ficção, drama e documentários junto aos mais importantes canais de TV abertos e fechados, além dos serviços de OTT streaming. Também estamos expandindo nossa presença na região por meio da comercialização da adaptação local de nossos formatos”, disse Anna Gordon, VP executiva e gerente geral da BBC Worldwide para a América Latina e mercado hispânico nos Estados Unidos.

O canal de notícias BBC WorldNews, de propriedade da BBC Global News Ltd, não será afetado pela mudança e continuará a ser transmitido no Brasil e outros países da América Latina.

Fonte: TelaViva News.